quarta-feira, 16 de março de 2011

deslocamentos I

Toda vez aqui me deparo com o fato de que aquilo que não existe concretamente é, matematicamente, um conjunto de possibilidades infinitas, infinitos vagalumes. Como homens, buscamos as finalidades.

deslocamento de pontos


Essa incerteza, uma nebulosa de pontos (que se adensa aos poucos), que por gravidade - ou magnetismo - se agrupam, cerrando ou abrindo porções de espaço, conforme os desejos do homem.

- - -

A imagem contém fragmentos da planta do Pavilhão de Barcelona, de Mies Van der Rohe (1929).

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

miragens II

Ela não podia ver o que me encantava no apartamento.

Desista do seu sonho estúpido.

She said: there's too much out there
Too much already said
You'd better give up hoping
You're better off in bed¹

Aquela imagem na parede me lembrava que a realidade, às vezes, só se enxerga pela fantasia.

o galeão branco
Ser "pouco menos que impossível"² é tudo que basta para se insistir num sonho.

A miséria material, a miséria cultural, as casas de papel, a fome.
As cidades que desmancham na água, como castelos de areia.

Às vezes, a realidade é a mais absurda.

- - -

1 - STEVEN, Wilson. Stupid Dream, 2: Piano Lessons. 1999. ouvir
2 - MÁRQUEZ, Gabriel García. Cem anos de solidão. 1967.
 

vozes no corredor...

  • Skin - As i touch my senses perceive a smooth, sweet-candy flavor My will starts to receive What believers call God´s favour What alchemy under it flows That conqu...
    Há 2 anos
  • O ABC dos Arquitetos - Depois de muito tempo inativo, voltamos depois de ver este video interessante. Resumindo em desenhos simples a pegada de cada arquiteto. Um para cada letra...
    Há 4 anos
  • Monotipias em metal - Comecei meu curso com a gravura do último post e resolvi ficar. Começamos com um processo de soltar a dobras do cérebro! Aproveitando meu trabalho anterior c...
    Há 6 anos